COVID-19: 6 ferramentas de webconferências para manter a produtividade durante a quarentena

Devido a propagação rápida e repentina do coronavírus (COVID-19), muitas empresas tiveram que tomar medidas rigorosas de prevenção ao vírus solicitando aos colaboradores que trabalhem em casa no período de quarentena. Isto para evitar impactos negativos na produtividade e também preservar a saúde destes funcionários. Grandes empresas como Apple, Amazon, Google, Spotfy e Microsoft já implementaram esta política do trabalho remoto.

A quarentena é uma medida de saúde pública que restringe pessoas sadias ao convívio social fora de suas casas com intuito de desacelerar a transmissão do vírus por um período de até 40 dias (ou mais). Durante este período de reclusão dá para trabalhar remotamente com o uso de plataformas de videoconferências que podem ser realizadas em qualquer lugar, desde que haja uma boa conexão com a internet. E a atual tendência é que empresas passem a adotar mais ainda esta tecnologia, pois os benefícios são cada vez mais atraentes.

Empresas como Google e Microsoft, por exemplo, anunciaram liberação de recursos ou serviços pagos para gratuitos, de forma temporária, para permitir webconferências com mais pessoas nessas salas de reunião virtual. Isso mostra empatia das marcas com a situação global de pandemia.

Implementar a política de trabalho remoto em dias difíceis é uma atitude prudente e responsável das empresas que por sua vez podem lançar mão destas ferramentas para manter o contato com seus colaboradores e continuarem ativas.

Ferramentas para reuniões virtuais

Veja agora algumas ferramentas gratuitas disponíveis para videochamadas (ou webconferências) que podem ajudar você a manter a produtividade e contato com seus clientes e/ou colegas de escritório durante o tempo de suspensão dos trabalhos presenciais.

  1. Skype

Esta é uma das ferramentas mais usadas no local de trabalho e foi a plataforma pioneira em chamadas de vídeo. Criado pela Microsoft e ainda bastante utilizado, este serviço de mensagens permite conversar, fazer trocas de arquivos e documentos durante a videochamada.

Para usar esta ferramenta você deve criar uma conta e baixar o aplicativo que está disponível para sistemas operacionais Windows, Mac OS X e Linux. Há também a versão web, chamada Skype Online.

O Skype também permite chamadas de vídeo em grupo. Outra função muito útil é que permite compartilhar uma apresentação ou lição na tela e até mesmo gravá-la.

  1. Microsoft Teams

Este aplicativo da Microsoft, atualmente já possui videoconferências gratuitas para até 300 pessoas. A plataforma conecta um número grande de participantes e permite trabalho simultâneo em documentos.

O programa é gratuito e requer apenas um endereço de email para o registro e pode ser usado tanto no computador quanto em smartphones (iOS e Android).

  1. Google Hangouts

Esta é uma outra ferramenta simples e popular ideal para pequenas reuniões, pois agrega até 10 pessoas em uma videochamada. Permite também compartilhar conteúdo como fotos, vídeos, localização e pode ser usado em um dispositivo móvel (iOS e Android) ou no computador. Você só precisa ter uma conta do Gmail.

  1. Google Hangouts Meet

Este é um recurso exclusivo do pacote de negócios da Google, o G Suite. O Hangouts Meet é uma solução direcionada às empresas para que possam realizar reuniões com até 100 participantes que não necessariamente precisam ter o pacote de negócios, mas o acesso às chamadas é por meio de um único link compartilhado pelo dono da conta.

Vale ressaltar que todas as transmissões de vídeo e áudio são criptografadas como forma de proteção do conteúdo das reuniões. O Meet, além de gravar as reuniões para ver posteriormente, ele também permite o agendamento das reuniões no calendário da Google. A reunião pode ser feita pelo site (meet.google.com) ou no aplicativo (disponível para iOS e Android).

Originalmente é um recurso pago, no entanto, diante deste novo cenário, a Google liberou o uso gratuito até o dia 1º de julho de 2020.

  1. Zoom

Na versão gratuita, esta plataforma permite a participação de até 100 pessoas em uma videochamada com duração de até 40 minutos, em contrapartida não há limitações de tempo para chamadas 1 a 1. Ela pode ser usada em dispositivos móveis e em computadores e os usuários podem compartilhar sua tela e gravar.

O Zoom é uma plataforma de videoconferência baseada em nuvem. Para iniciar uma chamada basta apenas compartilhar o link e a pessoa que receber pode participar, uma vez que tenha o aplicativo em seu dispositivo.

Além das chamadas de vídeo, a ferramenta pode registrar um evento online, gerenciar a seção de perguntas e respostas, conversar com outros participantes.

  1. Whatsapp

Este aplicativo de mensagem é o mais popular do mundo, porém há um limite de no máximo 4 pessoas participando simultaneamente de uma videochamada. É intuitivo, rápido e as chamadas de vídeo podem ser realizadas diretamente para os contatos de telefone da agenda do smartphone. Antes, o uso desta ferramenta era apenas em dispositivos móveis, mas atualmente existe a versão para web (WhatsApp Web) em que basta apenas acessar o endereço, validar o QR Code e todas as conversas podem ser acessadas. Nesta versão, há a possibilidade de compartilhar arquivos diretamente do computador, mensagens de áudio, postagem no status e compartilhar a localização. É praticamente um espelhamento da experiência de uso do smartphone.

E sua empresa já adotou o trabalho remoto? Qual(is) ferramenta(s) está(ão) usando para as reuniões virtuais com clientes e colaboradores?

Conta sua experiência para gente aqui nos comentários.