Dicas para a suas vendas bombarem na Black Friday

A Black Friday é uma tendência inicialmente americana, mas que criou adeptos em todo o mundo. No Brasil não seria diferente – os dias em que as lojas aderem a promoções e preços baixíssimos já têm data marcada em 2019: 28 e 29 de novembro.

A expectativa é de que se supere R$ 3 bilhões de faturamento, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. Para que você, empreendedor, também possa surfar nessa onda, nós, com a ajuda do site Digitalks, separamos algumas dicas para bombar suas vendas durante esta Black Friday no Brasil. Confira:

Desconto maior, lucro maior

O grande objetivo da Black Friday é chamar a atenção do cliente por seus preços baixos. Autores como Hardesty e Bearden (2003) já falaram sobre isso: descontos a partir de 50% são os que mais atraem, psicologicamente, a clientela.

Invista em serviços

Entendemos que nem sempre é possível que esse grande desconto seja aplicável em produtos – mas em serviços, sim! O lucro que se ganha pela venda de um serviço é bem maior do que a de um produto, então acaba sendo uma ótima oportunidade de venda para a Black Friday.

Segundo pesquisa de Guerra, Nielsen e Ghisi (2017), ao iniciarem a busca, os clientes não demonstram interesse na compra de serviços. Navegam por produtos com o preço mais tangível, como roupas, sapatos e outros. Porém, ao se depararem com serviços geralmente de tíquete mais alto mas com uma promoção “imperdível” – como viagens, procedimentos estéticos etc. -, eles passam a procurá-los e comprá-los, para aproveitar a oferta.

Intenções de compra

Para entender o que você deve vender, primeiro compreenda o que o seu cliente quer comprar.

A mesma pesquisa citada no tópico anterior, sobre as principais categorias de intenção de compra dos consumidores na Black Friday, apontam os três produtos mais procurados: eletrônicos portáteis (40%), eletrônicos (29,3%) e eletrodomésticos (27,8%). Em seguida, estão sapatos e tênis (25,8%),  roupas (24,3%), livros, discos e filmes (22%), cosméticos (13%) e produtos de casa (11%).

Invista no on-line

Estamos na era digital, então aproveite todos os instrumentos dela. Uma pesquisa da Provokers encomendada pela Google mostrou que esta será a primeira Black Friday em que as compras realizadas em lojas físicas devem se nivelar às feitas on-line. Ainda de acordo com o estudo, 2 a cada 3 brasileiros tendem a pesquisar preços na internet antes de fechar negócios da forma tradicional.